Boletins

  • Cadastre-se e receba nossas novidades:
  • Notícias
  • Subsídios pedagógicos
  • Eventos
  • Associado

Notícias

João Pessoa/PB e Olinda/PE contam com programação para o combate à intolerância religiosa

Sexta-feira, 19 de janeiro de 2018 - 18h15min

Programação Oficial Alusiva as Comemorações ao Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, em João Pessoa/PB:

Dia 20/01/2018

Horário: Das 09:00 hs às 12:30 hs

Local: Auditório da Livraria Paulus (Rua Peregrino de Carvalho, nº 134 - Centro)

Evento: Mesa de Debates: A Importância do Diálogo Inter-Religioso na Diversidade Religiosa Contemporânea.

Mesa com Lideranças Religiosas do Estado da Paraíba

Evento Gratuito, Aberto ao Público em Geral e Livre para Todas as Idades.

Dia 21/01/2018

Horário: Concentração às 08:30 hs com previsão de término às 12:00 hs

Local: Concentração no Anel Interno da Lagoa de frente a Zeny Doces e Salgados.

Evento: 5ª Caminhada de Combate à Intolerância Religiosa - Edição Histórica

Show de Renata Arruda

Evento Gratuito, Aberto ao Público em Geral e Livre para Todas as Idades.

Fonte: Fórum Diversidade Religiosa - Paraíba

 

Evento em Olinda/PE

21 de janeiro é Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, por causa da morte de Mãe Gilda, do candomblé da Bahia, vítima de agressões por cristãos. É também o Dia Mundial das Religiões, assumido pela ONU para se promover o respeito à religião e entre as religiões, animando a possibilidade delas dialogarem em torno de princípios místicos e éticos que estão entre e para além das crenças, colaborando assim para a promoção da paz mundial.

Enquanto avança essa fé no respeito, a intolerância cresce mundo afora e, no Brasil, ela é racista e classista. Por isso, no campo religioso, quem mais sofre são as tradições afro-indígenas. É assim também em Pernambuco, razão pela qual vamos comemorar o Dia de Combate com uma manifestação das religiões promovida pelo Fórum Diálogos no Terminal de Integração do Xambá, em Olinda, onde ocorrem muitos atos de intolerância com o Povo de Terreiro.

O evento será no domingo 21, começando com um Acorda Povo já às 9h40. Todo mundo está convidado: teremos o Boi Quebra Coco do Grupo Bongar, a Orquestra de Câmara do Alto da Mina, da Igreja Batista dos Bultrins, e a Orkestra Tambores do Xambá. Além de alguns testemunhos, as lideranças das diversas tradições religiosas e filosóficas farão uma roda de compromissos e plantarão uma palmeira africana, em sinal do cuidado pela nossa casa comum, que é a cidade… E o universo, que abriga uma mesma e diversa família humana! 

Vamos celebrar o nosso espírito republicano, laico e cidadão: no campo das ideias, não gostar de religião, ou desta ou daquela religião, é um direito humano, tanto quanto não gostar do ateísmo ou do agnosticismo. Agora, ofensa e tratamento diferenciado a uma pessoa concreta em função de sua crença ou descrença é crime inafiançável e imprescritível: pena de reclusão de um a três anos e multa (Lei n. 9.459, de 1997). Uma coisa é a liberdade para se debater crenças e filosofias, outra é tentar impor sua convicção a alguém pela força ou pressão política, pela intimidação no espaço público. Uma coisa é a minha igreja, outra é o ônibus ou a escola, onde devemos cultivar o respeito à diversidade religiosa.

Vamos também aprofundar a (re)educação para uma cultura de paz. Em colaboração com o Fórum Diálogos e em parceria com o Consórcio de Transportes do Grande Recife, a nossa equipe do Observatório das Religiões já realizou intervenções pedagógicas nas escolas do entorno do Xambá, sensibilizando a comunidade para o fato de que aquilo que uma religião descobre como divino é sempre por causa das outras e é para todas as outras religiões também. Então, se alguma crença serve para discriminar alguém, é porque está sendo mal interpretada. Afinal, nossos templos apontam todos para o além: se ficarmos apenas olhando e comparando os templos, perderemos o céu estrelado e o seu reflexo: em nosso interior, na natureza e na história, nos olhos do outro!

Fonte: Observatório Transdisciplinar das Religiões no Recife

voltar
encaminhe
comente
imprima