RELATÓRIO

Para quem esperava um relatório bombástico demonstrando uma monarquia absoluta em plena contemporaneidade nadando em dinheiro, o relatório que o Papa Francisco mandou fazer é uma decepção. Francisco nos mostra uma igreja rico em patrimônio, mais frágil em liquidez.

O QUE CONTA?

A fantasia de um clero super rico, vivendo luxúrias e esbanjando poder, está sobreposta pela profunda crise de identidade que vive o catolicismo europeu, principalmente. Em torno de 40% dos imóveis São alugados a preços módicos ou simbólicos. Muitos imóveis apresentam altos custos de manutenção. Há também o número considerável de imóveis que são mantidos a duras penas por um clero cada vez menor em termos numéricos.

O FUTURO DO CATOLICISMO

O relatório serve muito mais para se perguntar qual o destino do catolicismo na história. É claro que o luxo e a suntuosidade da estrutura criada no auge do poder papal e clerical, é um custo financeiro alto para um ganho simbólico cada vez mais duvidoso. Enquanto isso, setores cada vez maiores da igreja defendem uma instituição pobre, que represente os pobres e o desafio de vencer a pobreza extrema. Pobre como foi o Rabi Jesus.

DADOS

Estamos trabalhando mais profundamente os dados e vamos voltar ao assunto. Estamos tentando cotejar o tal patrimônio imenso com o sentido simbólico de um clero afastado da vida cotidiana isolado de uma Europa cada vez mais laica. Semana que vem tem mais…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *